Copyright © 2016 | dorotéia design | fotos eduardo barcelos

Unidade/ Unit Padre Pereira + 55 11 3021-8664 

Unidade/Unit  São Gualter     + 55 11 3021-5592 / +55 11 3021-3336

Visitas à escola (agende um horário) / School visits (schedule a visit)

April 17, 2018

August 17, 2017

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Visita ao Cirque du Soleil

November 21, 2017

Na semana passada nossos alunos do Year 4 visitaram os bastidores do Cirque du Soleil. Este ano o circo está em São Paulo com o espetáculo Amaluna, repleto de sons e luzes.

 

A turma do Year 4, em seus estudos do terceiro trimestre de Science, foi apresentada ao tópico “Sound & Light".

 

Conhecer o movimento feito pela luz e o som entre os meios, sua forma de viajar pelas diferentes formas da matéria, reconhecer energias, qualidades e características de cada um deles foi um estudo extenso desenvolvido pela turma.

Quando a oportunidade de visitar os departamentos de Luz e Som do espetáculo “Amaluna” do Cirque du Soleil foi apresentada, o grupo ainda fazia algumas experiências na sala para reconhecer diferentes padrões de movimento da luz como a refração na água, por exemplo. Ainda, havia discussões sobre a velocidade da luz versus a velocidade do som e como esses fenômenos faziam diferença em nossas vidas no dia a dia.

Foi interessante para o grupo descobrir que tanto a luz quanto o som movimentam-se por ondas e que ambos causam diferentes impactos em seus meios, como o calor causado pela luz ou as vibrações de moléculas promovidas pelo som. Ainda, como seria possível compreender uma aplicação mais técnica desses conceitos e como poderiam os alunos ir além dos experimentos feitos em sala de aula?
 

O encontro com o engenheiro e diretor de som do Cirque du Soleil em São Paulo, Matthew Stuart, deu movimento ao que havia de hipóteses e observações de sala de aula. Durante o “tour” feito pelos alunos nas oficinas de som e luz, as crianças experimentaram equipamentos que demostraram a eles que o som e a luz podem ser elementos artísticos, criando atmosferas, sentimentos e situações. Foi a chance de ir além da física fria e dar a ela a aplicação que a faz ser fascinante.

Os alunos do Year 4 tiveram a chance de conferir diferentes tipos de caixas de som, com diferentes formatos e potencias, levando o som do espetáculo para diferentes locais dentro da tenda, demonstrando movimento do vento, por exemplo. Conversaram sobre como o ar pode ser o pior meio de distribuição do som e como meios eletrônicos como mesas de som e a medição entre caixas de som podem fazer com o que os espectadores tenham uma experiência como oferecida pelo circo.
 

Por fim, vimos como a combinação de som e luz, feita basicamente por LED no palco, para evitar um tanto do calor provocado por lâmpadas incandescentes, podem compor uma atmosfera fascinante. Os alunos notaram como pequenas lâmpadas podem mostrar grandes detalhes. Experimentaram também filmes chamados “gelatinas” que filtram a luz branca e deixam apenas os raios de um determinado espectro colorido passar e iluminar uma superfície.

A visita ao Cirque du Soleil mostrou aos nossos alunos como é possível fazer dos conteúdos que aprendemos na escola arte verdadeira e quanto de dedicação e estudo são necessários para fazer com que algo grandioso aconteça. Aprendemos muito e pudemos ver como é que nossos conhecimentos e hipóteses podem se manifestar no mundo... uma ideia de raio para uma conversa trovão!

 

 

Naquela tarde nossos alunos tiveram contato com profissionais de vários países, dedicados e apaixonados por seu trabalho.

 

Gostaríamos de agradecer aos integrantes do Cirque du Soleil que receberam a turma da Maple Bear Canadian School Alto de Pinheiros com enorme entusiasmo e atenção, especialmente a Matthew Steuart e Marie-Michelle Faber.

 

 

 

 

 

 

Please reload

Siga