April 17, 2018

August 17, 2017

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

A escola e a alimentação saudável. Uma relação que diz muito!

August 16, 2017

 3 de agosto de 2015

CGC Educação

 

 

É possível afirmar que uma escola é boa se ela se preocupa com a saúde alimentar dos seus alunos? Sim. O aumento da obesidade entre a população jovem e a grande quantidade de mortes pelo mundo em decorrência da má alimentação devem ser abordados na escola?sim.

Começa agora o processo de escolha da escola realizado por pais que irão matricular seus filhos na primeira escola em 2016, e para os que irão mudar os rebentos de instituição. Todas as escolas do País já estão orientadas sobre a importância de colaborarem com a educação alimentar de seus alunos. No mês passado o Congresso Nacional decretou uma modificação na Lei  nº 986, de 21 de outubro de 1969, instituindo normas básicas que proíbem  a gordura trans em alimentos oferecidos pelas escolas.

“Por fim, uma terceira linha de ação que não pode ser esquecida é a educação da população com vistas ao consumo consciente, para promover escolhas alimentares saudáveis. O foco, nesse caso, é a criança e o adolescente, que ainda estão desenvolvendo os seus hábitos alimentares, e são populações-alvo prioritárias na prevenção da obesidade e doenças crônicas não transmissíveis. “

 E o Senado criou uma animação com 10 regras básicas para uma alimentação saudável. (vídeo)

 

 

Uma boa educação hoje, em pleno século 21, é aquela que amplia o olhar para todas as áreas – do conhecimento à saúde.
 
O Colégio Equipe, em Higienópolis, há anos oferece no currículo a disciplina “saúde pública”. A saúde é encontrada no sorriso dos alunos, no tamanho da janela do quarto, na coleta seletiva da calçada, no número de árvores da rua, na quantidade de praças no bairro. Sinal de saúde pode ser encontrado em vários lugares, e sendo assim é receita prescrita diariamente nas salas de aula. Sua transversalidade contamina desde a disciplina de biologia, até a alimentação diária dos alunos.

 

Para Ausônia Donato, diretora pedagógica do colégio, é importante trazer em todas as situações de ensino e aprendizagem uma reflexão sobre a questão da saúde pública, “a intenção é socializar a ideia de que saúde é um direito”, diz ela, ciente de seu papel como educadora alinhada às propostas do Equipe, de formar alunos/educadores para fora da sala de aula.

 

A Escola Maple Bear/Alto de Pinheiros segue as normas do método canadense de educação. A escola bilíngue oferece aos alunos da educação infantil e ensino fundamental enorme cuidado com a segurança alimentar.

 

“Os alimentos são todos saudáveis, e damos grande atenção para com as alergias e restrições alimentares de cada um dos nossos alunos”, diz Andrea Romio, diretora da escola.

 

O currículo da Maple Bear/Alto de Pinheiros inclui discussões e pesquisas sobre comidas e nutrientes em todos os níveis de educação. Os alunos fazem experiência com degustação, plantam, colhem e aprendem a manusear a comida de suas próprias hortas. Eles crescem cientes da importância de uma alimentação saudável.

 

Please reload

Siga